Início Destaque Rui Vitória recupera hábito de Jorge Jesus no Benfica

Rui Vitória recupera hábito de Jorge Jesus no Benfica

367

A humilhação provocada pela goleada sofrida com o Bayern (1-5), em Munique, quase custou o lugar de Rui Vitória, que estava despedido na noite de quarta-feira, mas salvou-se pela luz que iluminou Luís Filipe Vieira.

O treinador do Benfica mantém-se no cargo e anunciou, em conferência de imprensa, mudanças para dar a volta à situação. Revelou apenas uma – passaria a convocar só 18 jogadores.

Loading...

Ao fim da tarde, descobrir-se-ia outra (deixa de haver publicação da lista de convocados e de boletim clínico no site na véspera do jogo), hábito recuperado do anterior treinador do Benfica, Jorge Jesus.

Só em casos excecionais, Rui Vitória escondeu a lista de convocados. Aconteceu, por exemplo, logo no início da época, antes da receção ao V. Guimarães (3-2).

O Benfica tinha jogado numa terça-feira com o Fenerbahçe, para a primeira mão da terceira da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, e enfrentou os vimaranenses na primeira jornada na sexta-feira. De resto, aconteceu esporadicamente, em jogos da Taça da Liga, em dois anos e meio.

Numa semana em que Luís Filipe Vieira assegurou a permanência de Rui Vitória no comando técnico do Benfica, o treinador dos encarnados prometeu mudanças e cumpriu. Além de ter entrado no relvado primeiro do que os atletas e ter feito questão de os aplaudir, fez o sérvio Zivkovic regressar ao onze, naquela que foi a estreia do sérvio como titular esta época.

A vitória encarnada desenhou-se apenas na segunda parte. Aos 49 minutos, Pizzi cruzou para a área e Jonas, de pé esquerdo, fez o primeiro golo da noite e o sexto da conta pessoal, em dez jogos. Nem dez minutos depois, Bruno Nascimento, na própria baliza, aumentou a vantagem da equipa da casa. Rafa desmarcou-se, contornou Caio, mas perdeu ângulo e tentou assistir Jonas. O central do Feirense falhou o corte e atirou a bola para a própria baliza.

A vencer, o Benfica foi controlando o encontro e Rafa chegou ao 3-0, após uma boa combinação do ataque encarnado, entre Jonas e Pizzi, Rafa aproveitou um erro de Caio Secco e faturou pela oitava vez esta época. Perto do fim, foi a vez de Seferovic fazer a festa. Após um cruzamento da esquerda, o suíço tentou o desvio. A bola bateu em Caio e voltou para os pés de Seferovic que, na recarga, não perdoou e selou a vitória do Benfica.

Com este triunfo, a equipa encarnada, que não marcava quatro ou mais golos em casa desde março, subiu provisoriamente ao segundo lugar, com 23 pontos, a um ponto do FC Porto.

Loading...