Início Destaque Os sete dispensados do Benfica

Os sete dispensados do Benfica

8660
COMPARTILHE

O Benfica já começou a trabalhar para a abertura do mercado de transferências e já tem os sete jogadores que não fazem parte do plantel para atacar a segunda metade da temporada.

São jogadores que, por algum motivo, não tiveram o rendimento esperado ou que, pela sua idade, precisam de jogar mais nesta altura das suas carreiras.

Rui Vitória tem escolhida a espinha dorsal da equipa e pretende reforçar o plantel encarnado na zona defensiva e na zona do meio-campo, estando para já contente com a baliza (Bruno Varela e Svilar) e com os avançados (Jonas, Seferovic e Raul Jimenéz).

Estes são os sete dispensados do Benfica:

1 – Douglas
O Barcelona já procura novo clube para colocar o brasileiro a partir de janeiro. Caso venha a acordar nova cedência, resgata o camisa 8 da Luz, tendo a SAD alvos já posicionados para reforçar a lateral direita

2 – Lisandro López
O central já pediu para sair para poder jogar com mais regularidade. O Benfica aponta a vendê-lo, mas Filipe Vieira já sabe que terá de baixar a pretensão de encaixe na ordem dos 12 milhões

3 – Eliseu
Em final de contrato, não está entre as prioridades nestas saídas, mas o Benfica aponta a deixá-lo sair em janeiro. Aos 34 anos, tem mercado e a SAD pode jogar com isso, avançando depois para um reforço

4 – Filipe Augusto
Mal-amado pelos adeptos, o médio tem via aberta para deixar as águias em janeiro, sendo que, neste caso, tudo indica a título de empréstimo até final da época. Há soluções para o posto no plantel

5 – Martin Chrien
Rui Vitória já o lançou duas vezes (Belenenses, Liga; e Olhanense, Taça de Portugal), mas, a partir de janeiro, a integração definitiva nos ‘bês’ pode ser uma realidade, não sendo de excluir a cedência

6 – Chris Willock
Sem minutos na equipa principal, a promessa formada no Arsenal deverá ter caminho semelhante ao de Chrien. Aos 19 anos, a SAD vê nele potencial, mas nesta altura à margem do plantel principal

7 – Gabriel Barbosa
O empréstimo do Inter será interrompido a meio da época e, por esta altura, só falta saber onde irá o campeão olímpico dar continuidade à sua carreira. Soluções no plantel para o posto também não faltam.

Comentários

comentários

COMPARTILHE